13 de dezembro de 2006

Fazer hoje!!!

Ontem á noite, acordada enquanto todos dormiam (prá variar), pensando na vida, em um monte de coisas e situações, em pessoas especiais, lembrei da história do livro que li mais recentemente.
Estou lendo todos (ou quase) do Paulo Coelho, mas como eu já tinha comentado os dois primeiros que li, resolvi não falar de mais nenhum, apenas ir lendo. Achei que ia ficar meio massacrante para o meu leitor.
Mas ontem, pensando, lembrei que em Verônica Decide Morrer tinha uma liçãozinha sobre termos que viver sempre como se fosse nosso último dia de vida. Renato Russo também já tinha dito isso em Pais e Filhos:
“É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã”


Peguei esse assunto prá mim.
Eu sou daquelas que tenta fazer isso: não gosto de adiar as coisas, não gosto da sensação de ver a chance passar, não gosto de ter vontade de elogiar e não o fazer.
No meu caso isso não é assim tão bom, pois por ser assim, já fiz coisas que me arrependi no instante seguinte, fiquei remoendo sentimentos, senti a maior raiva de mim.
Mesmo assim penso que temos que matar nossos medos, pois esse medo não nos deixa fazer um monte de coisas boas: o orgulho, o não dar o braço a torcer, a incapacidade de ceder um pouquinho, de tentar fazer outra pessoa feliz. Todas essas coisas nos deixam paralisados e nos impedem de fazer acontecer.


Eu quero viver!
Quero dar amor, beijar muito, deixar boas lembranças, fazer rir, fazer o bem, dizer a verdade.
Não quero nunca ter que perder para dar valor.
Adoro valorizar as pessoas.
Ás vezes duas palavras suas podem mudar o dia de alguém, fazendo essa pessoa ser feliz mesmo que por alguns instantes...
Eu gosto de cumprimentar um pastor que pregou bem num culto, gosto de elogiar um cara que toca uma música bonita no seu violão, alguém que arruma o cabelo de uma maneira diferente e quer ser notado, alguém que faz uma comida gostosa, aquele que escreve bem, essas coisas.
Tem muita gente que diz que não faz nada para chamar a atenção, mas no fundo todos nós precisamos de agradinhos desse tipo. Precisar não precisamos, mas nos sentimos bem quando alguém elogia nossa performance em qualquer coisa que fazemos. Eu adoooorooooo!!!

Um comentário:

aart hilal disse...

oi! eu tbm adoro Paulo Coelhoe por isso
estou passando aqui pra te dizer algo que talvez vc nao saiba:
ele tbm tem um blog!
http://www.paulocoelhoblog.com
eu fiquei sabendo disso porque sou inscrita na newsletter dele
http://www.warriorofthelight.com/
port/index.html
Um abraco