28 de setembro de 2006

INDIGNAÇÃO

Acabo de dar uma olhadinha num blog alheio e li umas coisas sobre ser dona-de-casa que me deixaram passada!
Agora não tenho muito tempo para escrever, mesmo (e principalmente) sendo dona-de-casa...
Achei um preconceito incrível, mas não posso julgar nesse sentido, pois sou muito preconceituosa em um monte de coisas (!?!)
Mas posso dizer que tem gente que acha que ser dona-de-casa é o fim da picada. Acha que a pessoa não tem talento prá mais nada e aí fica nisso.
Gosto sempre de deixar claro que pode ser bom (para mim é...), que é algo que requer um amor enorme, que tem que gostar muito do quê faz, enfim, mil coisas estão embutidas nisso.
Tem muita mulher que não gosta dos afazeres domésticos e não tiro a razão delas. Mas daí a pensar que quem gosta é uma alienada, que tá por fora, são outros quinhentos.
Bom, para isso existem os blogs: cada um pode falar a sua opinião sobre tudo. Aquela era a dele. A minha é essa.
Ficamos assim...
Outro dia escrevo mais bonitinho sobre a "arte" de ser Amélia.
Até mais...

Um comentário:

Alê disse...

As músicas sempre podem resumir tudo.


"...Vai tua vida
Teu caminho é de paz e amor
A tua vida
É uma linda canção de amor
Se todos fossem
Iguais a você
Que maravilha viver
Uma canção pelo ar
Uma cidade a cantar
Existiria a verdade
Verdade que ninguém vê
Se todos fossem no mundo iguais a você..."

Pessoas normalmente sonham com um amor prá vida inteira e, diante do primeiro insucesso passam a militar contra seu sonhos e desistem até de dormir, com medo dos seus próprios desejos.

Parafraseando Elen:
"Luxu's, eu tenho, você não tem..."

kkkk

Beijos