30 de junho de 2006

“Solidão, amiga do peito...”


Peguei um pedacinho de uma música do Barão Vermelho que eu adoro só pra ilustrar.
É gostoso ficar só de vez em quando, ter tempo de olhar pra dentro.
Desde a adolescência eu adoro ficar trancada no quarto, escrevendo, lendo, pensando...Toda adolescente curte fazer isso e comigo não foi diferente.
Depois que virei gente grande, não tenho tantas oportunidades de ficar só. Mas continuo cultuando esse prazer.
Sim, pra mim é puro prazer: silêncio, poder refletir, sonhar...
Só se pode sonhar estando em silêncio, e ficar em silêncio acompanhada, para uma mulher, é praticamente impossível.
Ficar só é necessário ás vezes...
Para a maioria das pessoas isso é o fim. Para mim não.
Momentos a sós comigo mesma só me fazem bem, mas obviamente tem que ser com moderação: nada de vícios! Isolamento ninguém merece...
Só gosto de ficar quietinha de vez em quando e ao voltar ao normal (pois é), valorizar ainda mais o fato de ter alguém muito especial por perto, ver o sorriso fácil das crianças, poder ouvir...

Nossa vida é feita de momentos, cheios de poesia e beleza. Temos que aproveitar todos eles, principalmente aqueles em que nossa própria companhia nos basta. É bom para a auto-estima, bom prá aprender mais, recerregar a bateria, se tornar sua melhor amiga...
E já que nunca é tarde para plagiar alguém: ter uma amiga tão especial assim como você mesma não tem preço!

Um comentário:

Samy disse...

Comentem mesmo...